dandelion_full_width

Dente-de-leão

Você já pode estar familiarizado com dente-de-leão. Não há pátio ou terreno baldio onde um ou dois pés de dente de leão não cresceram, geralmente tratados como uma praga por jardineiros em toda parte. Mas, nas palavras de The Daily Green,

“Se você não pode vencê-los, melhor comê-los!”

Todas as partes do dente-de-leão são comestíveis e são muito nutritivos. O dente de leão ou o taraxacum officinale, é parte da família do girassol (Asteraceae). É também conhecido por outros nomes, incluindo a coroa do padre, margarida irlandesa, cabeça de monge, e dente de leão.

O dente de leão têm propriedades antioxidantes e contêm compostos cristalinos chamados taraxacina e taracerina, juntamente com insulina e luvulina, compostos que explicam algumas de suas propriedades terapêuticas. O dente de leão oferece-lhe uma riqueza de benefícios nutricionais.

Ele contém:

  • Numerosos flavonóides, incluindo QUATRO vezes mais beta-caroteno do que o brócolis, também contêm luteína, zeaxantina e criptoxantina. •Possivelmente, a fonte de ervas com MAIS Vitamina K1, fornecendo 650 por cento de RDA.
  • Vitaminas, incluindo ácido fólico, riboflavinas, piroxidina, niacina e vitaminas E e C.
  • Grande fonte de minerais, incluindo magnésio, cálcio, potássio, manganês e ferro.
  • Folhas ricas em fibra alimentar, bem como um bom laxante.
  • Uma das fontes mais ricas de beta carotenos (10.161 IU por 100 g, o que é 338 por cento de RDA)

O dente-de-leão é encontrado abundantemente em campos, jardins e prados. Eles têm uma raiz muito longa e grossa, de onde você pode ver as folhas verde escuro. Se alguma parte da planta estiver quebrada, um líquido leitoso branco aparece. A raiz é preenchida com uma polpa branca semelhante ao “inhame” e pode ser colhida durante o verão para fins medicinais. Na verdade, os japoneses usam a raiz na cozinha.

As folhas de dente-de-leão pode ser usado para fazer saladas, sopas, sucos, cozinhá-los como espinafre ou pode ser seco (com flores) para fazer chá de dente-de-leão. A raiz pode ser secada e torrada e usada como um substituto do café e as flores podem ser usadas para fazer o vinho do dente-de-leão.

O dente-de-leão é conhecido pelas seguintes propriedades terapêuticas:

  • Laxante e diurético, usado para tratar edema e inchaço pré-menstrual
  • Normaliza os níveis de açúcar e colesterol (raiz de dente-de-leão)
  • Tônico, estimula o apetite e é um bom remédio para o estômago em geral
  • Limpa o fígado, ajuda a tratar problemas da bexiga, do fígado e da vesícula biliar
  • Agente para o tratamento de queimaduras e picadas.

Em função de sua facilidade para eliminar toxinas do sangue, o dente-de-leão é um ótimo aliado para desobstruir as vias biliares. Dessa maneira, o chá facilita o fluxo do suco biliar, que atua na digestão das gorduras. A planta também age contra a hepatite e auxilia na recuperação da inflamação do fígado.

Receita para Para pedras biliar

30gr de dente de leão

30gr de Raiz de salsa

30 gr Erva de bálsamo

15 gr Raiz de gengibre

15 gr Raiz de alcaçuz.

Coloque em 2 litros de água e deixe ferver suavemente até ficar reduzido a 1 litro, deixe esfriar e guarde na geladeira, tome um cálice a cada duas horas.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s