13687099_1770843916537330_1431638667_n

As proteínas são nutrientes essenciais para a construção, manutenção e reparação dos tecidos do corpo, como a pele, os órgãos internos e os músculos. Eles também são os principais componentes do seu sistema imunológico e hormônios.

As proteínas são encontradas em todos os tipos de alimentos, mas apenas alimentos de origem animal, como carne e ovos, contêm proteínas completas, o que significa que eles fornecem os oito aminoácidos essenciais.

Os ovos, bem como as galinhas das quais eles provêm, são fontes saudáveis de proteína, mas SOMENTE se criadas da forma como a natureza pretendia… Infelizmente.

Orgânico, Sem Gaiola, Caipira ou Criada com Pasto?

Consumidores atentos à sua saúde sabem que devem procurar por designações como “orgânico”, “caipira”, “criadas com pastagem” e “sem gaiola”, mas embora você possa pensar que estas designações são intercambiáveis, elas não são realmente. De muitas formas esses rótulos são pouco mais que anúncios criativos.

As definições de “caipira” são tais que a indústria de ovos comercial pode operar instalações de criação de ovos industriais e ainda chamá-los ovos “caipiras”, apesar do fato de que as condições de forrageamento das aves está longe do que você chamaria de natural.

Por exemplo, os regulamentos sobre o uso do termo “caipira” não especificam a quantidade de tempo que as galinhas devem passar ao ar livre ou a quantidade de espaço ao ar livre a que cada galinha deve ter acesso. Nem indicam que a galinha deve ter acesso a uma dieta de pastagem.

Os verdadeiros ovos caipiras, agora cada vez mais chamados de “criados com pasto”, são de galinhas que vagam livremente ao ar livre em um pasto onde podem forragear por sua dieta natural, que inclui sementes, plantas verdes, insetos e minhocas.

Grandes instalações comerciais de ovos normalmente alojam dezenas de milhares de galinhas e podem até chegar a centenas de milhares de galinhas. Obviamente, eles não podem permitir que todas elas forrageiem livremente. Elas ainda podem ser chamadas de “sem gaiola” ou “caipiras”, no entanto, se elas não estiverem confinadas em uma gaiola individual.

Mas essas designações não dizem nada sobre as condições nas quais elas são criadas, que ainda são deploráveis. Sendo assim, embora definições frágeis de “caipira” e “sem gaiola” permitam que esses estabelecimentos vendam seus produtos como caipira, por favor, atente-se de que uma galinha que é deixada ao ar livre em um lote infrutífero por poucos minutos por dia e que é alimentada com uma dieta de milho, soja, sementes de algodão e aditivos sintéticos NÃO é uma galinha caipira, e simplesmente não vai produzir os ovos com a mesma qualidade da sua concorrente forrageira.

Há também a questão da contaminação por medicamentos veterinários. As aves com certificado orgânico são o único produto avícola que tem 100 por cento de garantia de não ter antibióticos.

Então, para resumir, o que você está realmente procurando são galinhas e ovos que possuam certificados orgânicos e que sejam verdadeiramente criadas com pasto. Sem a certificação orgânica, que possui um custo altíssimo para muitos pequenos agricultores, você poderia apenas certificar-se de que o fazendeiro cria seus frangos de acordo com padrões orgânicos, criados em liberdade, permitindo que seus frangos forrageiem livremente para obter sua dieta natural e que não sejam alimentados com antibióticos, milho e soja.

Ovos Orgânicos de Galinhas Alimentadas com Pasto Contêm Nutrientes Superiores

Testes confirmaram que os ovos caipiras são muito mais nutritivos do que os ovos criados comercialmente. Estes níveis de nutrientes dramaticamente superiores provavelmente são o resultado das diferenças na dieta entre galinhas caipiras, galinhas criadas com pasto e galinhas criadas comercialmente.

Veja a diferença de nutrientes entre os ovos da galinha caipira e a galinha comercial (granja).

O ovo da galinha caipira cotém:

  • 2/3 a mais de vitamina A
  • 3 vezes mais vitamina E
  • 2 vezes mais ácidos graxos ômega-3
  • 7 vezes mais betacaroteno

Você pode diferenciar os ovos caipiras ou criados com pasto pela cor da gema do ovo. As galinhas forrageiras produzem ovos com gemas laranja brilhante. As gemas amareladas e pálidas são um sinal claro de que você está recebendo ovos de galinhas que não têm permissão para forragear por sua dieta natural.

A ideia de que os ovos, como uma fonte de gorduras saturadas, são insalubres e propiciam a doença cardíaca, simplesmente não é verdade. Embora seja verdade que as gorduras de fontes animais contenham colesterol, isso não é necessariamente algo que irá prejudicá-lo. Pelo contrário, as provas mostram claramente que os ovos são um dos alimentos mais saudáveis que você pode comer, e podem realmente ajudar a prevenir doenças, incluindo doenças cardíacas.

Por exemplo, um estudo de 2009 descobriu que as proteínas nos ovos cozidos são convertidas em enzimas gastrointestinais, produzindo peptídeos que agem como inibidores da ECA (medicamentos comuns prescritos para baixar a pressão arterial). Além disso, embora as gemas sejam relativamente ricas em colesterol, numerosos estudos confirmaram que os ovos não têm praticamente nada a ver com o aumento do colesterol.

Por exemplo, pesquisas publicadas no International Journal of Cardiology mostraram que, em adultos saudáveis, comer ovos todos os dias não produziu efeito negativo na função endotelial (uma medida agregada do risco cardíaco); nem aumentou os níveis de colesterol. Felizmente, os principais meios de comunicação estão finalmente começando a reportar a verdade sobre esta questão. A CNN, por exemplo, relatou recentemente como os benefícios dos ovos para a saúde superavam claramente todos os riscos potenciais.

COMO VOCE COME OS SEUS OVOS É O QUE IMPORTA.

Você deve comer seus ovos cozidos, ou tão perto de crus quanto possível. Tenha em mente que quanto mais perto de crus você comê-los, mais importante é certificar-se de que os ovos são verdadeiramente orgânicos e criados com pasto, já que ovos criados com CAFO são muito mais propensos a serem contaminado com bactérias patogênicas, como a salmonela.

Contanto que você esteja recebendo ovos frescos de galinhas criadas com pasto, o risco de ficar doente a partir de um ovo cru é bem pequeno. Se você optar por não comer suas gemas de ovo cruas, prepará-las como poché  ou cozidas seria a segunda melhor opção. Ovos mexidos ou fritos são os piores, pois isso oxida o colesterol na gema do ovo.

Se você tem colesterol elevado isso poderia representar um problema uma vez que colesterol oxidado pode causar alguns danos ao seu corpo. As gemas de ovo também contêm valiosos antioxidantes, que são reduzidos em até 50 por cento quando o ovo é frito ou cozido. Colocar seus ovos no micro-ondas resultará em uma redução ainda maior no conteúdo de antioxidantes.

O calor também irá alterar a composição química da proteína do ovo, que pode facilmente levar a reações alérgicas. Quando consumidos em seu estado cru, a incidência de alergia aos ovos é muito rara.

Além disso, ao contrário da crença popular, ovos de galinhas alimentadas com pasto que tenham uma cutícula intacta não exigem refrigeração, desde que você os consuma dentro de um período relativamente curto de tempo. Isso é bem conhecido em muitos outros países, incluindo partes da Europa, e muitos agricultores orgânicos não refrigeram seus ovos.

A validade para um ovo não refrigerado é de cerca de 7 a 10 dias, em comparação com 30-45 dias quando refrigerado. Tenha isso em mente ao comprar ovos de seu mercado, já que no momento em que eles chegam à prateleira, eles já podem ter três semanas de idade ou mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s