A Cúrcuma é uma especiaria do curry de cor amarela, frequentemente utilizado na culinária indiana. Mas esta especiaria é muito mais do que um ingrediente essencial para cozinhar. Também tem uma longa história de uso medicinal na tradição chinesa, bem como na medicina ayurvédica.
As suas vantagens tem sido bem documentadas nos livros de medicina, e a curcumina ( um dos ingredientes bioativos da cúrcuma mais profundamente estudados ) tem mostrado melhorar a saúde e proteger contra uma grande variedade de problemas de saúde.
Na verdade, apresenta mais de 150 atividades potencialmente terapêuticas, entre as quais, as atividades anti-inflamatórias e antimicrobianas, assim como propriedades anti-câncerígenas que têm sido estudadas profundamente.
Pesquisadores descobriram vários mecanismos diferentes de ação da curcumina, e parte da resposta, por que a curcumina parece ser um medicamento tão poderoso.
A curcumina pode:
• Modular quase 700 de seus genes
• Modular positivamente mais de 160 vias fisiológicas diferentes
• Fazer com que as membranas das células sejam mais ordenadas
• Afetar as moléculas sinalizadoras.
Por exemplo,a curcumina tem mostrado interagir diretamente com:
•Moléculas inflamatórias
•Proteínas para a sobrevivência das células
•Histona
•HIV tipo 1 (HIV 1) integrase e protease
•ADN e ARN
•Várias proteínas transportadoras de ions metálicos
Especificamente, mais de cem estudos têm mostrado que a curcumina e outros compostos bioativos da cúrcuma podem:
• Apoiar os níveis saudáveis de colesterol
• Evitar a oxidação da lipoproteína de baixa densidade
• Inibir a agregação de plaquetas
• Prevenir contra trombose e enfarte do miocárdio
• Prevenir os sintomas associados com a diabetes tipo 2
• Suprimir os sintomas da artrite reumatóide
• Suprimir os sintomas da esclerose múltipla
• Proteger contra os danos produzidos pela radiação e a toxicidade de metais pesados
• Inibir a replicação do HIV
• Reduzir a inflamação sistêmica em pessoas obesas
• Melhorar a cicatrização de feridas
• Proteger contra danos hepático
• Aumentar a secreção da bile
• Proteger contra a catarata
• Proteger contra a toxicidade pulmonar e a fibrose
A Cúrcuma pode ajudar a combater a doença de Alzheimer e outros problemas inflamatórios.
A curcumina é capaz de atravessar a barreira hematoencefálica, o qual é o fator que levou os pesquisadores a estudar o seu potencial como agente neuroprotetor em desordens neurológicas tais como a doença de Parkinson e Alzheimer.
As poderosas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias da curcumina, sugerem que também ajuda a saúde do cérebro em geral. No caso do Alzheimer, estudos recentes em animais, descobriram um outro ingrediente bioativo na cúrcuma, além da curcumina, que foi adicionado à lista dos seus efeitos neuroprotetores.
Este composto, denominado turmerona aromática, ajuda as células estaminais endógenas neutras a crescer, e estas desempenham um papel importante na reparação do cérebro e as atividades regenerativas.
A Cúrcuma parece ser universalmente útil para todos os tipos de câncer.
Entre os benefícios mais emocionantes da cúrcuma é sua poderosa atividade anticancerígena.
A cúrcumina tem, de fato, a maior quantidade de publicações com bases comprovadas que apoiam seu uso contra o câncer em comparação com qualquer outro nutriente, incluindo a vitamina D! Como indica o Dr. William LaValley, um dos principais médicos em medicina natural contra o câncer, “a cúrcumina é única,e que parece ser universalmente útil para qualquer tipo de câncer”.
Isto é estranho, considerando o fato de que o câncer é uma grande variedade de diferentes patologias moleculares. Uma das razões para a sua propensão universal anticancerígena é a sua capacidade de alcançar múltiplos propósitos moleculares, através de múltiplas vias.
Uma vez que entra numa célula, afeta mais de 100 vias moleculares diferentes. E, como explicado pelo Dr. LaValley, se a molécula de cúrcumina gerar um aumento da atividade de um alvo molecular particular, ou uma redução / inibição de atividade, os estudos mostram repetidamente que o resultado final é uma poderosa atividade anti-cancerígena.
Além disso, a cúrcumina não é tóxica e não afeta de forma adversa as células saudáveis, sugerindo que tem como alvo seletivamente as células do câncer, tudo isso mostra claros benefícios no tratamento contra o câncer.
A pesquisa tem mostrado inclusive que trabalha em sinergia com algumas drogas de quimioterapia, aumentando a eliminação de células câncerosas.
A cúrcumina também pode ajudar a manter um sistema digestivo saudável, e pode ser útil para combater os problemas causados pela bactéria Helicobacter pylori (H. pylori), tais como gastrite, úlcera péptica e câncer gástrico. Acredita-se que H. pylori afeta mais da metade da população mundial, e tem sido identificado como um câncerígeno do Grupo 1 pela Organização Mundial de Saúde.

Receitas de como preparar a cúrcuma, peça por e-mail.

FONTE:http://media.mercola.com/assets/html/mercola/citation.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s