melissa-officinalis

ERVA-CIDREIRA-VERDADEIRA (Melissa officinalis)

A Erva-cidreira foi dedicado à deusa Diana na idade média, e é usada medicinalmente pelos gregos a mais de 2.000 anos. Muito usada na Idade média, para aliviar o stress, limpar feridas, e como uma cura para dor de dente, erupções cutâneas, afecções gástricas e nervosas, amenorréia, arrotos, caibras intestinais e  debilidade geral, dispepsia, desmaios, dores de cabeça, dores reumáticas, enfermidades do baixo ventre, epilepsia, enxaquecas, espasmos, flatulências, hipocondria, histerismo, icterícia, má circulação do sangue, palpitações do coração, pericardite, paralisia, resfriados, tosse, vertigens.

As folhas frescas de erva-cidreira, aplicadas sobre as pálpebras, acalmam as dores em casos de inflamação dos olhos. Lavagens intestinais mornas, com o chá desta planta dão bons resultados contra o tenesmo(Tenesmo se refere à cólica e dor na região anal que dá a sensação de necessidade de evacuar, mesmo que a pessoa já tenha evacuado) e diarréias com sangue.

Bochechos com um pouco de chá quente de erva-cidreira, acalmam as dores de dentes. O suco que se obtém das folhas machucadas, e que se mistura com um pouco de sal, aplica-se vantajosamente contra a caxumba. As cataplasmas desta planta, aplicadas quentes sobre o ventre, acalmam toda a classe de dores do estômago, intestino e fígado.

A pesquisa mostrou que a planta contém polifenóis, e pode ajudar no tratamento de herpes labial e o herpes simplex, herpes zoster e de outras doenças virais. Os estudos mostraram uma redução significativa na duração e gravidade da herpes. Os pesquisadores também observaram uma grande redução na taxa de recorrência.

Quando aplicado em feridas genitais causadas pelo vírus do herpes simplex, cremes ou pomadas contendo erva-cidreira, notou-se uma cura mais rápida. As Infecções não se espalharam muito e as pessoas que usaram a erva-cidreira tópica também relataram maior alívio de sintomas como coceira e vermelhidão. Pelo menos uma parte deste efeito deve-se as propriedades antivirais do ácido cafeico e ácido rosmarínico, que estão contidos na erva-cidreira.

Parte usada: Folhas frescas.

Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.

Mais receita entre em contato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s